Dúvidas Frequentes

Tratamento de Canal (endodôntico)

Tratamento de Canal (endodôdontico)

Tratamento de Canal Tratamento de Canal Tratamento de Canal

Sequência de radiografias periapicais:

1° quadro - Incisivo central superior apresentando sinais e sintomas de necessidade de tratamento endodôntico;

2° quadro - Instrumento endodôntico tipo lima dentro do canal radicular;

3° quadro - Tratamento endodôntico finalizado com material obturador selando todo o comprimento do canal radicular;

Clique no link abaixo para obter mais informações sobre Implantodontia.

Quando devo tratar o “canal” do meu dente?

Dentro de cada dente existe a polpa dental (leia mais em órgão dental), onde encontramos um tecido vascular e nervoso. Se um estímulo nocivo (cárie ou trauma) atinge este tecido de forma irreversível, haverá a necessidade de tratamento endodôntico (canal).
Em alguns casos de prótese dentária (coroas, onlays ou próteses parciais fixas tipo “ponte”), haverá a necessidade do tratamento endodôntico previamente.

Quais são os principais sintomas da necessidade do tratamento endodôntico?

Inicialmente, o paciente sentirá dor aguda, acentuada após o estímulo térmico. O frio causa especial desconforto, embora o calor ou o doce, bem como alimentos ácidos, também possam provocar dor. Em muitos casos, após cessado o estímulo a dor persiste por mais algum tempo.
A evolução do quadro, leva ao aumento da dor, que pode inclusive ser relatada por uma pressão pulsátil. Neste momento, o calor aumenta a dor e o frio pode promover algum alívio. O desconforto também dificulta o paciente a identificar o dente, determinando somente um quadrante da boca (dor difusa).
Pode ocorrer dor a mastigação e mobilidade no dente envolvido.
O padrão de sintomas pode variar muito de acordo com o caso e o paciente. Inclusive, existem casos onde os pacientes não relatam dor.
Logicamente que o seu dentista é o profissional indicado para fazer o diagnóstico correto e o tratamento adequado.

O tratamento endodôntico dói?

Teoricamente, não! Após a anestesia, o paciente não deve sentir mais dor. Porém, em alguns casos, a dor preexistente envolvida, o nervosismo e algum grau de infecção presente podem dificultar o resultado anestésico.

Como funciona o tratamento endodôntico?

O tratamento endodôntico consiste na remoção do tecido vascular e nervoso existente internamente nos dentes (“nervinho” do dente) através de brocas e limas. Além da remoção deste tecido, também é feita a limpeza e modelagem mecânica das paredes internas do dente.
Também são utilizados medicamentos para a desinfecção dentro do “canal”.
Após esta fase de preparo químico e mecânico descrita, é feita a obturação/ selamento do “canal”.
Durante o tratamento endodôntico são feitas várias radiografias para assegurar que a maior parte do comprimento do dente está sendo tratado.
O nome “tratamento de canal” vem da porção radicular do dente que se assemelha a um “canal” propriamente dito.

Perguntas e respostas elaboradas pelo Dr. Marcius Angelo Iwai e pelo Dr. Marcos Tatsuo Hiroshima.

O Dr. Marcius Angelo Iwai é especialista em Dentística Restauradora/ Estética Dental e Prótese Dentária. Pós graduação em Implantodontia. Pós graduação em Disfunção Temporomandibular e Dor Orofacial.

O Dr. Marcos Tatsuo Hiroshima é especialista em Endodontia.